O Projeto de Lei aprovado pela Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), de autoria do vereador, Marcos Vinícius (PL), e que criou o Fundo Emergencial de Combate à Covid-19 (FECC), prevê que os recursos arrecadados, bem como os respectivos rendimentos, serão de uso exclusivo da autoridade sanitária da capital que daria ampla divulgação das operações a ele relacionadas.

O texto diz que “fica estabelecido que o Poder Público deverá prestar contas das movimentações financeiras da conta corrente do FECC à CMJP, bem como publicá-las no site oficial da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), a cada 15 dias”.

“A proposta da maior dinamismo ao Poder Público para poder realizar operações financeiras na aquisição de equipamentos destinados ao combate à Covid e abre espaço para que a própria iniciativa privada participe do FECC, tudo com transparência absoluta”, explicou Marcos.

Uma das vantagens do fundo é que ele pode, conforme o projeto “receber doações de pessoas físicas e jurídicas de qualquer espécie mediante declaração de vontade do doador, sem encargos para o Município de João Pessoa”.

Com o fim do Estado de emergência o fundo seria simultaneamente extinto e os recursos restantes em conta corrente ligada ao FECC deveriam ser incorporados ao Fundo Municipal de Saúde.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Legislativo
Comentários estão fechados.

Veja Também

Governo Bolsonaro fortalece Polícia Rodoviária Federal com novas viaturas e armamentos

O Presidente Jair Bolsonaro entregou, à Superintendência da Polícia Rodoviária Federal no …