O presidente a Câmara de Bayeux, Jefferson Kita (PSB), tomou posse  como prefeito da cidade de Bayeux, na Grande João Pessoa. Ele era o primeiro na linha de sucessão o prefeito Berg Lima (PL), afastado cautelarmente do cargo, em decisão do Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba.

Kita assumiu o mandato porque o vice-prefeito Luiz Antônio (PSDB), que assumiu o comando a prefeitura em julho de 2017, foi cassado pela Câmara também pelo cometimento de crime. Berg ficou afastado do cargo entre julho de 2017 e dezembro de 2018.

O gestor interino da prefeitura promete cortar despesas, com o enxugamento a máquina. Entre as medidas, ele anuncia a exoneração de pelo menos 30% dos comissionais e contratados por excepcional interesse público. “Vamos enxugar a máquina, não tem outro caminho. Como eu estou assumindo o cargo por uma decisão da Justiça, não terei preocupação em desagradar muita gente”, disse. “Assumimos a prefeitura no pior momento. A missão vai ser difícil. Que a gente possa dar o máximo de si”, pontuou.

O novo prefeito disse que vai dar prioridade à saúde, para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Diz que vai procurar o governador João Azevêdo em busca de ajuda para o momento. Outra promessa é a escolha de uma equipe técnica. Serão convertidas em coordenadorias estruturas da administração como as secretarias da mulher, indústria e comércio e a pasta dos esportes.
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Deputado Frei Anastácio repudia intervenção na Convenção do PT “Ricardo Coutinho está querendo se apoderar do PT”

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) disse que repudia com revolta, a intervenção fei…