O prefeito Vitor Hugo declarou, neste domingo (12), que vai acatar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em obedecer às bandeiras de classificação do Governo da Paraíba para a flexibilização na pandemia do novo coronavírus. O gestor de Cabedelo disse que foi até a última instância para conseguir o direito de reabertura do comércio no município, mas a Justiça entendeu que é preciso seguir os critérios das bandeiras verde, amarela, laranja e vermelha.

“Olá, Cabedelo. Na semana passada, como prometido, fomos à última instância em Brasília buscando o direito de reabrir o comércio da nossa cidade de Cabedelo. A Justiça entende que nós temos que seguir as diretrizes das bandeiras do Estado da Paraíba, e assim faremos”, disse Vitor Hugo.

O prefeito destacou que agora Cabedelo está com bandeira amarela e pode reabrir o comércio. “Nessa semana Cabedelo entrou na bandeira amarela, que nos dá o direito de reabrir o nosso comércio. Então as pessoas, a partir de segunda-feira, já podem voltar a trabalhar.”

Contudo, Vitor Hugo pediu que os cabelenses tenham cuidado e alertou que não está tudo normal. “Mas eu peço aqui à cidade de Cabedelo, que a prefeitura faz sua parte, mas vocês precisam fazer a parte de vocês. Não está tudo normal, não está tudo liberado, pelo contrário. Os protocolos são exigidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e assim nós faremos. Eu peço a você, cabedelense, que tenha muito cuidado porque nós não vencemos a guerra. A guerra é contra o vírus. Está muito longe de ser vencido. Conto com todos vocês.”

De acordo com Geraldo Medeiros, é preciso que haja o cumprimento dos protocolos estabelecidos para cada setor. Segundo ele, o cidadão paraibano também precisa manter os seus cuidados pessoas, já que o momento exige a retomada da economia e ainda não há uma vacina para conter a doença.

“Não adianta se iludir. Qualquer flexibilização implica daqui a 15 dias em um maior número de casos. O nosso objetivo é que possamos ter aumento de casos de uma maneira controlável sem haver o colapso da rede pública”, argumentou Medeiros.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Governador sanciona Lei da deputada Camila Toscano que cria o Memorial Covid-19 para homenagear vítimas e profissionais de saúde

O governador João Azevêdo sancionou a Lei 11.761/2020, de autoria da deputada estadual Cam…