O estado Paraíba, sob a gestão do governador João Azevêdo Lins Filho (Cidadania), permanece entre os estados brasileiros que são Rating B dentro do ranking do Tesouro Nacional que analisa o equilíbrio financeiro e a capacidade de pagamento dos estados. O dado foi repassado por meio da nota técnica da Secretaria do Tesouro Nacional.

Dos três indicadores utilizados para avaliação do Rating, a Paraíba alcançou nota A em dois (endividamento e liquidez), recebendo nota B apenas no índice de poupança corrente, cuja nota A tem por limite indicador de 90% e o estado alcançou indicador de 92%.

Segundo o secretário do Planejamento, Orçamento e Gestão, Gilmar Martins, o Rating B atesta a boa situação fiscal do estado, e o credencia a receber garantia da União na contratação de operações de crédito. “A manutenção do Rating é importante, pois, neste momento, está em curso o processo de Chamada Pública para contratação de operação de crédito no valor de R$ 200 milhões, e os agentes financeiros que devem apresentar propostas com certeza levarão em consideração o Rating do estado na hora da análise de risco da operação”, disse o secretário.

RATING DO TESOURO NACIONAL – A portaria nº 306 da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) do Ministério da Fazenda apresenta uma forma de verificar a capacidade de pagamento de um Estado, aferindo a possibilidade de estes captarem operação externa de crédito, associando ao respectivo ente federativo uma classificação de sua situação fiscal, ou seja, associando um rating ao governo estadual em análise. A partir dessa portaria, pode-se aferir oficialmente – do ponto de vista do governo federal – a situação fiscal de um determinado Estado.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Luciano Cartaxo assegura que obras da Epitácio Pessoa seguem normas de acessibilidade

Depois que foi emitida uma nota conjunta do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da…