O deputado estadual Anísio Maia afirmou que sua candidatura a prefeito da Capital pertence ao PT e que ele não retira a postulação nem se o ex-presidente Lula pedir. “Companheiro Lula, já estivemos juntos em várias lutas, mas me peça tudo, menos a minha dignidade”, comentou durante o programa de Rádio “Arapuan Verdade”, Anísio em resposta a um possível reivindicação de Lula para que o partido apoie a candidatura do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

Segundo o parlamentar, o PT está sofrendo uma “violência” e pode ser “roubada” para atender os interesses do ex-governador Ricardo. “Nós estamos sentindo que nossa legenda está sendo submetida a uma violência. Existe a possibilidade de nos roubar a legenda. A nossa candidatura foi definida num processo democrático, participativo, aberto, as claras”, lamentou ele.

Anísio Maia garantiu que os companheiros simpatizantes do PT e do PCdoB estão integrados nessa propostas e também preparados para apresentar João Pessoa propostas claras. O petista acusou Ricardo de agir com autoritarismo e radicalismo para tentar acabar com a candidatura do PT. Maia também classificou como autoritarismo a decisão do Diretório Nacional de intervir do partido em João Pessoa.

“Um decisão autoritária do Diretório Nacional. Nos deram carta branca e é isso que nós vamos mostrar judicialmente. Partindo de quem partiu [Ricardo] nós já esperávamos e sabemos como essa pessoa gosta de trabalhar. O diretório municipal de João Pessoa já convidou várias vezes essa pessoa para debater o processo eleitoral. Ele continua desagregando as forças da esquerda e fortalecendo a direito”, comentou ele, admitindo que a equipe jurídica vai entrar contra a decisão da Nacional.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Ministério Público Eleitoral pede arquivamento de denúncia contra Dr.Augusto Valadares

O Promotor Eleitoral de Sumé, Dr. Bruno Leonardo Lins, representante do Ministério Público…