A juíza Cláudia Evangelista Chianca Ferreira de França acatou o pedido da coligação “A Cidade no Ritmo Certo”, encabeçada pelo PSDB e determinou, a retirada do ar da propaganda do ex-presidente Lula (PT) no guia do candidato Ricardo Coutinho (PSB).

De acordo com os autos, a juíza argumenta que o conteúdo dedicado a exposição de Lula ultrapassou o limite de 25% do tempo de sua fala, dedicando quase a totalidade da fala ao petista, o que é vedado pela lei eleitoral. A magistrada mandou retirar, imediatamente, a propaganda do ar, sob pena de multa diária de R$ 500,00.

“O conteúdo dedicado à exposição de apoiadores ultrapassou o percentual legal de 25% (vinte e cinco por cento) do tempo de sua fala. No áudio em anexo, resta comprovado que a propaganda sequer veicula a fala do candidato Representado, dedicando quase totalidade do seu tempo, ao depoimento do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, retirando o protagonismo que deve ser imposto aos candidatos, contrariando de maneira visível à legislação eleitoral”, diz um trecho da decisão.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Jair Bolsonaro destina crédito suplementar de R$ 15 milhões para obra de adequação da BR-230 na Paraíba

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por meio do Ministério da Infraestrutura, desti…